Segurança, problema nacional: uma pessoa é vítima de morte violenta a cada oito minutos no Brasil, diz levantamento

Levantamento feito pelo portal G1 na semana passada e divulgado na tarde desta segunda-feira, com o suporte de 230 jornalistas, revela que um brasileiro é vítima de morte violenta a cada oito minutos no Brasil. O estudo mostra que a criminalidade é um problema de dimensão nacional, em que pese o esforço de candidatos a governador para transformar a violência em bandeira de campanha contra opositores.

O trabalho de fôlego do G1 reuniu o relato das 1.195 mortes ocorridas em 546 cidades do Brasil – quase 10% do total de municípios brasileiros. São todos os casos de morte de que se tem notícia registrados no período entre 21 e 27 de agosto. “Trata-se de uma pequena amostra – se comparada à marca de quase 60 mil homicídios anuais -, mas que perfaz um retrato da violência no Brasil”, diz o G1.

Do total, 89% das vítimas são homens. Os jovens – especialmente os de 18 a 25 anos – são a faixa etária mais vulnerável à violência (33% do total). Negros correspondem a dois terços das vítimas em que a etnia é informada. A maior parte dos crimes ocorre à noite (35%). 81% morrem vítimas de armas de fogo (quando a arma é informada) e, em 15% dos casos, o autor do crime conhece a vítima. Por fim, foram 89 suicídios no período.

Clique aqui para acessar o levantamento do G1.