Após protestar na cozinha de Iris, 1,5 mil motoristas do Uber se dirigem à Câmara Municipal

Além da aguardada presença do secretário municipal de Governo, Samuel Almeida, na Câmara, que foi explicar porque acha que os vereadores são “burros” e “vendidos”, a sede do Legislativo da Capital também receberá em poucos minutos cerca 1,5 mil motoristas de Uber de Goiânia que, mais cedo, estiveram na prefeitura para exigir o cumprimento da promessa de regulamentação do serviço na Capital.

Os motoristas afirmam que a omissão da prefeitura expõe os veículos do Uber à guerra com taxistas, que se consideram lesados. “Todos queremos a regulamentação, mas a prefeitura não se move. Por que a lentidão? Iris está andando a dez quilômetros por hora”, diz um dos manifestantes.