Fila da morte: Elias Vaz afirma que prefeitura tem vagas de UTI, mas só escolhe pacientes mais lucrativos

A exemplo do que já havia feito na quarta-feira passada, em plenário, hoje o vereador Elias Vaz (PSDB) voltou a denunciar a existência de uma “máfia” que “escolhe a dedo quem vai viver e quem vai morrer” na Capital: é a “máfia” que regula a ocupação de leitos de UTIs hospitalares na prefeitura e dos donos de hospitais.

“Vamos ter que enfrentar esses urubus, esta máfia de donos de hospitais. São bandidos que estão condenando pessoas à morte”, afirma Elias. “Escolhem apenas os pacientes que estão em situação mais grave, porque rendem mais lucros, com a condescendência da secretaria de Saúde. Isto é muito sério”.