Morre o bom jornalismo: Popular transforma nota da última página em manchete nesta terça

Apreciadores do bom jornalismo estão de luto com a edição desta terça-feira do jornal O Popular. Sob provável efeito de ressaca após exageros no Natal, editores do Grupo Jaime Câmara transformaram em manchete uma nota de cinco parágrafos e quase nada de informação na última página do primeiro caderno, na seção Bússola.

Nos tempos de ouro do jornalismo, manchetes prenunciavam reportagens de fôlego, não raro produzidas por equipes de três ou quatro dos melhores repórteres da redação. Não é o caso. Esta manchete de hoje tem cheirinho de texto redigido pelo estagiário da rádio-escuta.