“R$ 4,05 é roubo”: enfim, o 1º protesto contra aumento da passagem de ônibus

Diferente do que aconteceu há dois anos, quando os protestos contra o aumento da passagem de ônibus incendiaram – literalmente – Goiânia, desta vez a letargia predomina. O primeiro protesto aconteceu de forma tímida na manhã desta sexta-feira, na Praça do Bandeirante, centro da cidade, e reuniu 30 gatos pingados.

Eles seguravam uma faixa que dizia: “R$ 4,05 é roubo”. O destino final da manifestação é o Palácio Pedro Ludovico Teixeira, na Praça Cívica. Os manifestantes também reclamam das regras e do funcionamento do Programa Passe Livre do governo, que segundo estudantes não deposita os créditos nos dias combinados.

A reunião da CDTC que definirá o aumento da passagem aconteceria nesta sexta, mas foi adiada para segunda roubopor causa do falecimento de um ex-diretor da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC).