Eliton é o pré-candidato a governador que mais viajou pelo interior, diz O Popular

Entre os pré-candidatos ao governo, ninguém viajou mais pelo Estado do que José Eliton (PSDB). É o que mostra levantamento feito pelo jornal O Popular e publicado neste domingo. Eliton fez 109 viagens ao interior de Goiás em 2018. Daniel Vilela (MDB) fez 96 e Ronaldo Caiado (DEM), 67.

O tucano foi o que esteve em mais cidades no período: 75. As regiões mais visitadas pelo governador foram: região Metropolitana de Goiânia, Centro e Sul goianos, com algumas visitas ao Nordeste do Estado (onde nasceu).

Daniel foi a 66 cidades no período, algumas visitadas mais de uma vez, com foco na região Metropolitana de Goiânia, principalmente Aparecida de Goiânia, cidade governada pelo seu pai, Maguito Vilela, por dois mandatos e na qual tem base eleitoral. Foram 13 idas ao município nos cinco meses considerados no levantamento.

As outras regiões mais visitadas pelo pré-candidato foram Centro, Norte e Sul, além do Entorno de Brasília. O emedebista foi o único a ir a cidades no extremo Oeste do Estado (Doverlândia, Mineiros e Portelândia), na divisa com Mato Grosso, região menos visitada por todos os pré-candidatos, embora todos tenham ido à região Sudoeste, pouco abaixo.

No Sudoeste, as cidades mais visitadas foram Jataí e Rio Verde, onde todos os três pré-candidatos estiveram ao menos uma vez. Daniel foi também o que mais vezes esteve em Jataí, sua cidade natal: três. O município é conhecido por ser reduto eleitoral do emedebista.

Já Caiado foi o mais presente no Entorno de Brasília, no Nordeste e Noroeste goianos. No Entorno, foram 15 visitas a nove cidades, sendo Formosa o município a que o senador mais foi: três vezes. O prefeito da cidade, Ernesto Roller (MDB), é tido como um dos principais aliados do pré-candidato.

Ao todo, Caiado esteve em 50 cidades neste ano, sendo que em oito ocorreram os encontros regionais realizados por seu grupo político – foram 14 no total, desde o ano passado. A intenção do senador com os encontros foi o de atingir pessoas também de outros municípios, além de moradores das localidades em que esteve.