Rede decide apoiar Eliton: candidatura da base ganha musculatura

Em pré-convenção realizada neste sábado, o diretório estadual do partido Rede Sustentabilidade decidiu que não terá candidato próprio a governador de Goiás. A Rede decidiu que Edson Braz da Silva não disputará o Palácio das Esmeraldas e deu o indicativo de que optará pelo apoio à reeleição do governador José Eliton (PSDB).

Assim, a coligação do tucano se torna ainda mais forte e competitiva, favorita à vitória para o governo estadual, Senado, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. Em entrevista ao jornal Opção, o porta-voz da sigla em Goiás, Aguimar Jesuíno, disse que a Rede deve, majoritariamente, optar pelo apoio ao governador. Segundo Aguimar, a oficialização da aliança será anunciada na quarta-feira (1º/8), em Goiânia.

Seis partidos já anunciaram apoio a José Eliton e ao PSDB, totalizando sete legendas já confirmadas na chapa – PSB, PPS, PV, PDT, Solidariedade, PR e, agora, a Rede. Outros três já deram forte indicativo de que comporão a aliança programática: PDT, PSD e PP. Já PRB e PC do B sinalizaram que devem seguir com a coalizão liderada por José Eliton.

Assim, o governador terá a maior fatia do tempo do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão. A previsão é de que a soma dos tempos dos partidos garanta à coligação de José Eliton cerca da metade do tempo. Os outros 50% ficarão com todos os outros demais candidatos, com Daniel Vilela em segundo e Ronaldo Caiado em terceiro.