Atuação personalista e baixarias queimaram filme de Major Araújo com a tropa

Há alguns anos, por incrível que pareça, o deputado estadual Major Araújo (PRP) era quase unanimidade entre a tropa da Polícia Militar. O trabalho dele ressoava entre os colegas, fazendo com que Araújo tivesse repercussão em muitos pontos do Estado.

Esse cenário, no entanto, mudou. E para pior. Com o tempo, Major Araújo foi investindo numa atuação personalista na Assembleia Legislativa. Os pleitos da categoria e outras demandas ficaram em segundo plano, sendo sua prioridade apenas xingar Marconi na tribuna e caçar briga com deputados da base aliada.

A fama de briguento foi pegando entre os policiais. O ápice do descontrole foi quando Major Araújo arremessou um tablet contra o deputado Talles Barreto. A encrenca aconteceu no plenário da Alego. Só não houve agressão porque deputados e até seguranças entraram em ação, impedindo a luta corporal.