Aécio critica empréstimos do BNDES a grandes empresários e pede o mesmo tratamento para os Estados

Em discurso na tarde desta quarta-feira no Senado Federal, o presidenciável Aécio Neves classificou como “acinte” os empresários brasileiros obterem financiamento junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em melhores condições do que Estados e municípios.

Para Aécio, “esse privilégio é uma violência”.

O segundo grupo empresarial com mais empréstimos subsidiados no BNDES é o JBS-Friboi.

O primeiro é o império X, hoje em decadência, de Eike Batista.