Servidores de Goiânia cruzam os braços por 2 dias a partir desta quarta

O Fórum dos Servidores Municipais informa que o funcionalismo público da prefeitura de Goiânia vai cruzar os braços nesta quarta e quinta-feira em protesto contra as mudanças no regime previdenciário que o prefeito Iris Rezende (MDB) pretende promover. 

A principal reclamação dos servidores diz respeito ao aumento da alíquota de contribuição. Em resumo, Iris quer que a categoria arque com o rombo previdenciário. O projeto prevê que as alíquotas sejam de 12% a partir de 2019; 13% a partir de 2020 e 14% a partir de 2021. Hoje ela é de 11% os servidores querem que continue assim. 

Nos dias de paralisação, representantes do funcionalismo vão à Câmara acompanhar in loco a tramitação do projeto. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça, vereadora Sabrina Garcêz (PTB), pode colocar o assunto na pauta do colegiado nesta quarta de manhã.