Pega fogo guerra pela presidência da Assembleia: Álvaro, Iso, Henrique, Humberto e Talles articulam pesado nos bastidores

Ninguém segura mais. A sucessão do presidente José Vitti na Assembleia pegou fogo. Cinco nomes despontam na largada, mas o número de postulantes pode chegar a sete ou oito.

Por enquanto, o favorito é Álvaro Guimarães, mas ser o candidato do bolso de colete do governador eleito Ronaldo Caiado tem vantagens e desvantagens. Iso Moreira e Henrique César, o mais votado e queridinho dos evangélicos liderados pelo Bispo Oídes do Carmo, são as maiores ameaças a Álvaro, Corre por fora o delegado Humberto Teófilo, que não tem chance alguma, mas promete tumultuar a disputa.

Por fim, Talles Barreto aparece como nome da oposição para enfrentar o caiadismo no primeiro teste de fogo do grupo que passará a comandar Goiás a partir de janeiro próximo. Tales tem experiência e articula com dissidentes, novatos e oposicionistas. É o azarão do processo,