Waldir peita Bolsonaro, que quer PSL fora da disputa pela presidência da Câmara

O deputado federal Delegado Waldir (PSL) decidiu ignorar o “pedido” do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para que o PSL fique fora da disputa pelo comando da Câmara dos Deputados, no começo de 2019. Waldir afirma que manterá postulação independente das vontades do seu chefe. 

“É indiferente. O próprio Bolsonaro já disse que não interfere nos assuntos da Câmara. Quando estava no PP ele foi candidato avulso, sem a concordância do presidente do partido e do presidente da República. Manterei minha candidatura”, afirmou o delegado. 

Bolsonaro “prefere” que o presidente da Casa, na sua gestão, seja de um partido aliado. O nome mais forte é o do atual presidente, Rodrigo Maia (DEM), mas em entrevistas o capitão do Exército já mencionou outros nomes – incluindo o dos goianos João Campos (PRB) e Célio Silveira (PSDB).