OAB: primeiro lugar de Lúcio em pesquisa comprova que comunicação de Pepê é desastrosa e está afundando sua campanha

Pesquisa Diagnóstico divulgada nesta quarta-feira sobre a corrida eleitoral pelo comando da OAB-GO é mais uma comprovação de que a comunicação da campanha da chapa liderada por Pedro Paulo de Medeiros é um desastre e afundou a campanha dele.

A opção por uma estratégia agressiva de ataques e produção de vídeos apócrifos e a falta de competência para vender os atributos positivos de Pepê derreteram a candidatura da Nova Ordem. Tem mais, a campanha de Pepê ainda entupiu o Instagram com perfis apócrifos que ficam o tempo todo detonando Lúcio.

O advogado sofre o ônus pelo desgaste da OAB Forte, agrupamento que o apoia e do qual faz parte, mas não ganha votos pelo que tem de bom. Pepê paga um preço alto, e bota alto nisso, mas a turma da comunicação não entregou o que prometeu.

Ao contrário, criou encrencas e fechou portas para um candidato que poderia ter mais intenções de voto se fosse melhor trabalhado. Até porque Pedro Paulo tem uma carreira de respeito na advocacia goiana e nacional. Para infelicidade dele, caiu na mão de charlatões que vendem uma coisa maravilhosa e não entregam nada. Não se trata aqui da AMP, uma agência de competência reconhecida, mas dos profissionais que se dizem experts em comunicação estratégica.

Pesquisa

A pesquisa realizada pelo Instituto Diagnóstico mostra que, se as eleições fossem hoje, o atual presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio de Paiva, da chapa Pra Frente OAB, estaria reeleito com os votos de 52,4% dos advogados. Pelo levantamento, divulgado nesta quarta-feira (7), o advogado Pedro Paulo de Medeiros, da Chapa Nova OAB, teria 20,3%dos votos, contra 10,2% de Alexandre Caiado, que concorre pela chapa OAB Pra Você. Os votos brancos e nulos somam 21,4% e não sabem ou não opinam, 14,6%

A pesquisa do Instituto Diagnóstico, registrada na Comissão Eleitoral da OAB, ouviu 615 advogados em 41 municípios de todas as regiões do Estado nos dias 5 e 6 de novembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança, de 95% – o que significa que de cada 100 pesquisas realizadas 95 delas estarão dentro da margem de erro,

No quesito rejeição, as posições se invertem e Pedro Paulo aparece com 18,9% das citações quando o advogado eleitor é questionado em quem não votaria de jeito nenhum. Na sequência aparecem Caiado, com 17,6%, e Lúcio Flávio, com 14% das citações. Não rejeitam nenhum 53,0% e 1,50% não sabe ou não opina.

O Diagnóstico ouviu ainda a opinião dos entrevistados a respeito da atual gestão da OAB-GO. A administração de Lúcio Flávio é aprovada por 70,4% da advocacia, contra 17,9% que não aprovam e 11,7% que preferiram não opinar.

As eleições para a OAB-GO acontecem no dia 30 de novembro.