Enquanto Caiado ameaça os incentivos fiscais, Minas, DF e Santa Catarina avançam em mais benefícios para atrair indústrias

Influenciado por técnicos da Sefaz que são contrários à atual política de incentivos fiscais, Ronaldo Caiado lança um névoa de incertezas e insegurança na economia do Estado, ameaçando promover mudanças profundas no modelo de atração de empresas.

É muito preocupante o assunto.

Na contramão de Goiás, grande arma que será utilizada pelo Distrito Federal, Minas Gerais e Santa Catarina consiste na expensão dos benefícios para ampliar a atratividade de indústrias para os territórios deles.

Esses três estados estão prometendo grandes incentivos fiscais.

Se Goiás optar por ter um modelo inferior a este, irá perder espaço para eles.