Crise: Adial não aceita texto de incentivos fiscais aprovado pela Assembleia e reunião para sanção ainda não começou

A Adial pode boicotar a solenidade de sanção dos incentivos fiscais marcada para a manhã desta terça-feira, 11, porque discorda do texto do deputado estadual Lívio Luciano (MDB) aprovado pela Assembleia Legislativa. A solenidade, que estava marcada para as 9 horas, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com a participação do governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) ainda não começou e pode até não ocorrer.

A Adial teve acesso ontem ao texto final aprovado pela Assembleia e diz ter sido pega de surpresa por diversos trechos que não haviam sido acordados ou mesmo excluídos do acordo entre o setor produtivo e Caiado, mas que acabaram sendo incluídos na redação final. Na noite de ontem, após fechar questão de que o texto aprovado pela Assembleia Legislativa não é o acordado com o setor produtivo, a Adial informou Caiado e o governador José Eliton (PSDB) – o projeto original do tucano previa a convalidação integral – que não participaria da solenidade.