Justiça feita: TJ barra notificação de Iris que ameaça com prisão contribuinte que não informar mudanças feitas em imóveis

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) acolheu liminar para suspender os efeitos da notificação expedida pelo prefeito Iris Rezende (MDB) que ameaçava com prisão os contribuintes que não informassem à Prefeituras as modificações feitas nos imóveis. A atualização serviria de gatilho para aumentar a cobrança do IPTU do ano que vem.

O texto da notificação provocou indignação em Goiânia. Iris sofreu outra derrota na tarde de quarta-feira, em que a Câmara de Goiânia, que aprovou lei proíbe que o contribuinte seja obrigado a receber a cobrança máxima do IPTU como resultado da atualização cadastral.

Uma vitória dos cidadãos contra os abusos da combalida gestão de Iris, que se resume à indústria da multa e à fome por mais impostos, sem retorno para a cidade.