Nova Câmara: CCJ aprova relatório que propõe derrubada de veto de Iris que mantém aumento do IPTU

A Câmara de Goiânia deu nesta segunda-feira (14) o primeiro passo para derrubar em definitivo a aumento no valor do IPTU de 2019. Em sessão extraordinária convocada pelo presidente Romário Policarpo (PROS), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou relatório pela derrubada do veto do prefeito Iris Rezende (MDB) que manteve o reajuste sobre o valor do imposto neste ano.

A CCJ aprovou por unanimidade o relatório da vereadora Dra. Cristina, que pediu a rejeição ao veto. Com o parecer pela derrubada do veto, a Câmara mantém a validade do projeto aprovado no ano passado pelos vereadores que proibiu Iris de cobrar a chamada planta cheia no cálculo do IPTU dos contribuintes atualizarem o cadastro de imóveis. O relatório será apreciado nesta terça-feira (14) pelo plenário.

As votações ocorrem em regime de autoconvocação, por iniciativa da própria mesa diretora da Casa e, portanto, sem custos para os cofres municipais. O presidente Romário Policarpo propôs as realização das sessões hoje e amanhã para evitar a execução, pela prefeitura, tendo o veto como ponto de partida. A previsão é de rejeição do veto amanhã, o que acabará com qualquer brecha para a aplicação do aumento.