Indústrias acusam Caiado de preservar fazendeiros no corte de incentivos fiscais

Azedou a relação entre o empresariado e o governador Ronaldo Caiado (DEM). Os representantes das indústrias de Goiás descobriram que Caiado poupou os fazendeiros do corte nos incentivos fiscais que ele promoveu logo no início da gestão. E acusam o governador de dispensar tratamento desigual aos dois setores da economia. 

Não dizem abertamente, mas sabem que Caiado também é fazendeiro e tem amigos iguais a ele. 

Em entrevista à rádio Sagres na manhã desta quarta-feira, Sandro Mabel, presidente da Federação da Indústrias de Goiás (Fieg), afirmou: “Não mexeram no produtor rural. A indústria contribuiu com R$ 1,3 bilhão”.