Exclusivo: 24H apurou que TCE não impôs mudanças na Educação, como justificou a secretária Gavioli

O 24Horas desmonta mais um discurso fake do governo de Ronaldo Caiado. Desde que começou a mexer na modulação de funções e nas cargas horárias dos servidores estaduais da Educação, a secretária Fátima Gavioli justifica que as mudanças são fruto de uma imposição do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O blog apurou e esse documento não existe. O TCE não fez nenhuma recomendação neste sentido; até porque fiscalizar carga horária e exercício de função de servidores da Seduce não é competência do Tribunal.

Sendo assim, resta ao governo Caiado uma explicação convincente para tantas maldades contra os servidores. A principal intenção da secretária, ao mexer na carga horária, é reduzir salários e enxuga a folha.

Compartilhe