(Urgente) Tempo real: supersecretária continua campanha contra incentivos fiscais: “Manutenção vai ser complicado”, diz na Fieg

“Manutenção de incentivos fiscais vai ser complicado, mas alguns vão permanecer”.

 Foi o que afirmou a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, a representantes do setor produtivo nesta quinta-feira (28/2). Em encontro realizado na Casa da Indústria, em Goiânia, a auxiliar do governo de Goiás destacou a situação fiscal do Estado e pediu ajuda dos empresários na pauta envolvendo incentivos fiscais. “Peço ajuda para tirar essa gordura”, disse.

Cristiane Schmidt foi recebida pelo vice-presidente da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), André Rocha, e representantes dos Sindicatos das Indústrias. Na ocasião,  a secretária ouviu as pautas mais urgentes de cada segmento industrial.
A necessidade de se restabelecer a segurança jurídica, principalmente considerando a convalidação dos incentivos fiscais concedidos às indústrias que investiram em Goiás, foi um dos pontos apresentados à secretária. Para a Fieg, a discussão é fundamental para que as empresas retomem a confiança e o ritmo de investimentos no Estado.
André Rocha foi quem deu as boas vindas à secretária e falou da importância da parceria do Estado com o setor produtivo para garantir o desenvolvimento do Estado. “Queremos que as empresas tenham competitividade e que o governo ofereça, na medida do possível, políticas públicas que garantam essa competitividade ou que, pelo menos, não deixem que essa competitividade diminua”, disse. “Sabemos que um dos grandes desafios do Estado é aumentar os empregos e nós temos essa capacidade [de geração de empregos] em vários setores”, acrescentou.