Novo calote de Caiado: governo paga salário de parte de servidores sem correcão monetária e juros, contrariando a lei

Caiado pagou o salário de parte de servidores sem a correção monetária e juros No entanto, o valor que está em atraso há três meses foi deposito sem qualquer tipo de correção monetária. De acordo com o advogado especialista em direito público, Agnaldo Bastos, ouvido pelo Jornal Opção, o servidor que tiver sido afetado pelo atraso no salário pode, sim, recorrer à Justiça para pedir correção monetária do valor.