Vexame histórico: morte de criança em corredor do Materno vira destaque do Jornal Nacional

Goiás virou manchete do Jornal Nacional desta sexta-feira em função do lamentável falecimento de uma criança nos corredores do Hospital Materno Infantil. O pequeno Diogo não conseguiu ser internado e morreu, tornando-se símbolo do caos criado pelo governo Ronaldo Caiado (DEM) na Saúde.

A reportagem leu o desabafo de Irene Ribeiro Machado, pediatra que trabalha no Materno há 12 anos:

O corredor estava cheio de crianças internadas em cadeiras! Síndrome de Fournier, abdômen agudo, pneumonia com derrame pleural, recém-nascidos com insuficiência respiratória aguda. E colocar onde? Se até as cadeiras estão todas ocupadas?

Não tive coragem de ir embora ao final de 12 horas de plantão e deixá-las sozinhas. Fiquei!

Tínhamos nas cadeiras pacientes de UTI, de enfermaria de alta complexidade, pós-operatório. E consultas que não paravam de chegar.