Tião Caroço quer garantir a policiais o direito de ser ouvido na hipótese de remoção de ofício

O deputado Tião Caroço (PSDB), propôs o projeto de lei  que altera a legislação que especifica para garantir ao policial civil e ao militar o direito de ser previamente ouvido na hipótese de remoção de ofício e de recursar a remoção. A intenção é evitar perseguição política do governo de plantão.

A proposta tem a finalidade de alterar a legislação que especifica para garantir ao policial civil e ao militar o direito de ser previamente ouvido na hipótese de remoção de ofício e de recusar a remoção, salvo no caso da prática de ato que desabone a sua conduta.

‘‘Propõe-se, dessa forma, que o servidor policial civil e o militar somente sejam removidos de ofício em face da necessidade do serviço, definida em ato motivado, assegurando-lhes o direito de serem previamente ouvidos e de recusarem a remoção, salvo na hipótese da prática de ato que desabone a sua conduta’’.