Papo furado: empresários não querem incentivos fiscais para manter empregos. Eles nunca se preocuparam com trabalhador

Para convencer o governo a manter a generosa política de incentivos fiscais e a Assembleia a interromper investigação sobre eventuais abusos praticados nas últimas duas décadas, empresários de Goiás arvoram-se no argumento de que os benefícios são importantes para manter os empregos gerados. Pura conversa fiada. Os empresários – representados pela Adial – só pensam no próprio lucro. Nunca ligaram para os trabalhadores.