Helio de Sousa critica gestão de OS e denuncia perseguição de médicos no HDT

Ao criticar a gestão do Hospital de Doenças Tropicais (HDT), o deputado Helio de Sousa (PSDB) disse que no fim do ano passado a maioria dos deputados da Assembleia recebeu a visita de médicos e profissionais de saúde que trabalhavam na unidade de saúde, que denunciaram as condições de trabalho e a ação da direção da OS que administra o hospital que, segundo ele, contrariava aquilo que era o direito de trabalhar.

‘‘Eles tentaram diminuir o número de funcionários que trabalhavam no HDT. Agora eu vejo, pelo noticiário, aquilo que eu chamo de retaliação dos gestores das OS, que fizeram um papel de polícia, montaram um dossiê de uma maneira que, logicamente, não tem respaldo legal, pois nós sabemos que, para qualquer dúvida, nós temos um processo administrativo para dar o direito de defesa, através do diálogo. Ao invés de enviarem para o secretário de Saúde, eles encaminharam para a imprensa e, com isso, os médicos do HDT foram condenados e julgados pela opinião pública, sem direito a defesa’’, disse.

O deputado afirmou ainda que, por não concordar, juntamente com os deputados Antônio Gomide (PT) e o presidente da Comissão de Saúde, Gustavo Sebba (PSDB), vão promover uma audiência pública no próximo dia 6 de março, às 9 horas, no auditório Solon Amaral, para a convocação do diretor-geral do HDT e as autoridades que eles consideram importantes da Secretaria de Saúde, dos médicos, do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde).