Lêda Borges defende que auxílio financeiro seja estendido a todos os alunos de escolas públicas

A deputada Lêda Borges (PSDB) afirmou nesta quinta-feira (7)  que as aulas em Goiás provavelmente não retornarão neste primeiro semestre de 2020 e que a sua preocupação é com a merenda escolar. “É um importante auxílio nutricional para quem é matriculado no ensino público estadual e também nos municipais”.

“As famílias que estão nos programas sociais, como o Bolsa Família, é que receberam o auxílio em dinheiro, mas há muito mais famílias com alunos matriculados em escola pública do que as que recebem programas sociais”, explicou.

Lêda completou dizendo que, além disso, há também os novos desempregados, porque estão sem renda ou porque tiveram que fechar seus negócios provisoriamente. “Por isso, temos que olhar para esses alunos do ensino público, pois esse é um problema que vai durar até o início do semestre que vem. Será que chegarão recursos dos estados para as prefeituras gastarem em assistência social?”, indagou.

Por fim, Lêda fez uma sugestão aos gestores estaduais: “Sugiro que a secretaria estadual de Educação estude uma forma de estender o auxílio nutricional a todos os alunos da escola pública e não só aos que estão em programas sociais”, finalizou.