Crise no Popular é grave e jornal deve ter mais demissões ainda este mês

A crise que machuca o jornal O Popular é grave; bem mais grave do que muitos imaginam. Nesta semana, 15 profissionais foram demitidos, alguns com décadas de serviços prestados ao GJC. Em cada editoria houve demissão e teve editoria que perdeu três profissionais.

A operação do jornal é muito cara e os anunciante sumiram. O blog apurou que o grupo GJC já tentou de todas as formas vender o jornal O Popular para outros grupos. Num primeiro momento, até aparece algum comprador, pois ainda é o principal jornal do Estado, muito tradicional. Porém, quando se examina de perto toda a operação, consultores analisam que é inviável assumir o controle do POP. Tocar o jornal hoje é sinônimo de prejuízo dos grandes.

O clima na redação é de velório. A turma que ficou trabalha apreensiva, com um alvo na cabeça. Todos se sentem ameaçados e acham que podem ser demitidos a qualquer momento.

Nos bastidores, a conversa é que mais demissões vão acontecer ainda neste mês.