Prefeitura de Trindade intensifica fiscalização em estabelecimentos comerciais do município

A Prefeitura de Trindade informa que, até a manhã desta quinta-feira (21/05), realizou mais de 300 ações de fiscalização em estabelecimentos comerciais no município.
Deste total, foram interditados 20 estabelecimentos que não seguem as determinações do decreto municipal de flexibilização do comércio.
Aconteceram, também, 10 apreensões e descartes de produtos vencidos e inadequados para o consumo. Os moradores podem denunciar estabelecimentos que desobedecem ao decreto. Basta ligar no fone (62) 3506- 7230. O anonimato será preservado.
Os estabelecimentos que foram interditados são bares, distribuidora de bebidas e açougue.
O decreto municipal 144/20, assinado pelo prefeito de Trindade, Jânio Darrot, na sexta-feira (15/05), permitiu abertura de restaurantes, sanduicheiras, pizzarias, pamonharias, lanchonetes, açaíterias, sorveterias, pit dogs, distribuidoras, bares, pesque-pagues e similares.
A flexibilização, contudo, está condicionada a uma série de exigências, tendo por base as medidas de segurança estabelecidas pelas autoridades de Vigilância Sanitária.
Entre os protocolos de segurança sanitária especificados no documento para os clientes estão o uso obrigatório de máscaras de proteção e de luvas plásticas descartáveis nos locais que fornecem serviço de self-service e borrifar álcool 70% constante nas mãos.
Os funcionários devem, obrigatoriamente, usar luvas, máscara, gorro e avental. É imprescindível garantir a não aglomeração na entrada e na saída dos clientes. Foi vedado o uso das brinquedotecas.
Os estabelecimentos precisam reduzir para 50% sua capacidade operacional, que garante a distância mínima de 2 metros entre as mesas, que não podem ser agregadas. O horário de funcionamento é até 23h.
Os estabelecimentos comerciais de Trindade estão sendo fiscalizados deste o sábado (16/05), por duas equipes compostas por integrantes da Vigilância Sanitária, Postura e Procon.
As equipes atuam nos turnos diurno e noturno e contam com apoio da Policia Militar de Goiás.
O secretário municipal de Planejamento Urbano, Habitação e Regularização Fundiária, Roberto Badur, informa que, a partir desta quinta-feira (21/05), os estabelecimentos comerciais que não obedecerem ao decreto municipal serão multados.
“Primeiro eles receberão uma notificação para se adequarem, se persistirem no erro, serão multados”, afirma o secretário.
As multas terão como base o código de postura do município, que tem valores variados para cada infração.