Congelamento salarial vai causar o rompimento definitivo entre Caiado e a PM

Na reunião desta quinta-feira (21) com os governadores, o presidente Jair Bolsonaro pediu apoio ao congelamento salarial dos servidores públicos até 2021.

O congelamento é uma das condições impostas pelo governo federal para liberar o auxílio financeiro aos estados. Os servidores estaduais ficariam sem nenhum tipo de reajuste até 31 de dezembro de 2021. Este golpe vai representar o rompimento definitivo entre Caiado e a Polícia Militar.

A maioria da tropa goiana se sente traída pelo governador, que fez promessas demais e não está cumprindo. Um exemplo é o atraso no pagamento das promoções dos policiais praças e oficiais ocorrida no ano passado.

Até hoje eles seguem recebendo o salário antigo.