Após mortes de policiais, Caiado amplia protocolo contra covid na Segurança Pública

O governador Ronaldo Caiado informou, na manhã desta quarta-feira (09), que o Estado trabalha para ampliar os protocolos contra a Covid-19 no âmbito da Segurança Pública. “Teremos uma regra protocolar imediata para diminuirmos os óbitos que, infelizmente, têm entristecido muito a todos nós”, disse. A declaração foi feita durante visita ao Batalhão do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro), da Polícia Militar, em Goiânia.

As novas diretrizes passarão por um crivo maior na prevenção, diagnóstico e tratamento. O governador alertou que qualquer possível sintoma da doença deve ser monitorado. “Vamos fazer imediatamente o exame e dar uma prioridade para que tenha uma resposta rápida. Se for o caso, entrar o mais rápido possível com medicação”, projetou Caiado, que também é médico.

Os detalhes sobre os protocolos serão discutidos durante uma reunião com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), em data ainda a ser confirmada, e repassados às equipes médicas de cada corporação.

A adoção de regras mais rígidas ocorre em meio ao número de casos confirmados do novo coronavírus entre os integrantes das forças de segurança. Dados da SSP-GO indicam que atualmente há 254 servidores contaminados pela Covid-19, e 277 suspeitos.

O governador lamentou que, somente no âmbito da Polícia Militar, já são 28 óbitos confirmados, sendo 15 da ativa e 13 da reserva. “Já é um número preocupante”, observou.

Para Caiado foi “afrontoso” o último final de semana com o feriado da Independência, oportunidade em que municípios turísticos de Goiás receberam milhares de visitantes que provocaram aglomerações, sendo que muitos não se atentaram às normas de prevenção e segurança, como o uso de máscaras.

Caiado disse que a Segurança Pública requer uma atenção especial porque é, ao lado da Saúde, a área mais exposta à Covid-19. “Nós não podemos mais perder pessoas que estão no trabalho, no dia a dia nos ajudando”, salientou. “Por isso, fica aqui minha palavra de gratidão ao trabalho de vocês e de alerta para que, ao primeiro sintoma, vamos fazer o diagnóstico e tratar corretamente, não menospreze o sintoma”, orientou.

O governador ainda reforçou a necessidade da atenção às medidas preventivas. Ele reafirmou as orientações sanitárias, como o isolamento social, o uso da máscara e a higienização das mãos.

“Não se pode desrespeitar pessoas que não querem ser contaminadas e estão buscando conviver com todas as regras”, relatou Caiado. Ele ressaltou a necessidade de que todos os goianos redobrem os cuidados em meio à pandemia, que diariamente tem ceifado vidas.