Justiça ordena Kajuru a retirar vídeo que chama Vanderlan de ‘coveiro’; ‘Se tiver de excluir, eu gravo outro’, responde senador

O senador Jorge Kajuru terá de excluir um vídeo publicado na última sexta-feira (20/11) em que chama o candidato à prefeitura de Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSD) de “coveiro”. A assessoria jurídica de Cardoso alega que Kajuru difama o ex-prefeito de Senador Canedo e pedia a exclusão do vídeo.

“Defiro a liminar a fim de determinar ao Cartório Eleitoral a intimação do Representado e dos responsáveis pelos sítios de armazenamento das mídias (Whatsapp, Facebook, Google, Instagram e Youtube) para que, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas e sob pena de multa diária de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), providenciem o bloqueio e indisponibilidade das publicações encontradas nos localizadores (URLs) indicados na petição inicial”, diz parte da decisão.

Ao Diário de Goiás, o senador Jorge Kajuru disse que irá recorrer da decisão, mas que se for o caso, e, tiver de excluir gravará outro. Ele alega ter imunidade parlamentar e cita o artigo 53 da Constituição Federal. “Eu espero que a Justiça goiana obedeça a Justiça brasileira onde o artigo 53 da Constituição te dá liberdade total enquanto você tem imunidade parlamentar para falar desde Vanderlan ao BOlsonaro. Eu estou obedecendo a Justiça, eu não tô fora da lei.”