Sem projeto para Goiás, PT vive do passado, de Lula e ataques a Marconi

A sessão especial realizada na noite de segunda-feira na Assembleia é o retrato perfeito do momento que vive o PT em Goiás. Na noite em que comemorava 33 anos de fundação, os petistas escalados para discursar se revezaram na tribuna com o mesmo script: lembranças do passado do partido, apologias a Lula e muitos ataques a Marconi Perillo.

Até mesmo o visitante “ilustre”, o desconhecido presidente do PT nacional, Rui Falcão, foi orientado a atacar o governador, apesar de ser um grande anônimo em Goiás e não conhecer a realidade do Estado.

De projetos para o futuro do Estado, ninguém falou. Na pauta, quando muito, os planos do partido para vencer as eleições de 2014 e satisfazer sua gula por poder.