Juiz que “cassou” Jardel deu entrevista a rádio de Catalão mostrando insegurança sobre sua própria decisão

O juiz Everton Pereira dos Santos (foto), que “cassou” o mandato do prefeito Jardel Sebba com base em duas entrevistas (do governador Marconi Perillo e do secretário de Ciência &Tecnologia, Mauro Faiad) a uma rádio no dia da eleição, mostrou insegurança em sua decisão – conforme se verifica em entrevista dele uma emissora de Catalão.

Falando à rádio Liberdade, o magistrado disse chamou de precipitadas as comemorações do PMDB e avisou que a sua sentença poderia ter vida curta. Repetidas vezes, disse que a “cassação” decorria da sua opinião pessoal e que ela poderia ser revertida a qualquer momento.

E, de fato, foi o que aconteceu. Menos de 24 horas depois, outro juiz de Catalão, Antenor Eustáquio Borges Assunção, revogou a decisão e reintegrou Jardel Sebba no cargo.

Segundo a nova sentença, “a mudança abrupta ocorrida no município gerou caos administrativo, com prejuízo enorme para a população e a gestão pública”. O texto do juiz Antenor ressalta ainda que a “cassação” poderia causar danos irreparáveis a ele e à cidade, “mormente por não respeitar a vontade popular”, para, no final, suspender a decisão anterior e reintegrar Jardel como prefeito.