Altair Tavares diz tudo: PMDB não tem moral para questionar em Goiás o ajuste fiscal que o partido apoia e aprova no plano nacional

O locutor, radialista, blogueiro, articulista e sabe-se mais o quê Altair Tavares publica artigo no Diário da Manhã, nesta segunda-feira, questionando a oposição que o PMDB decidiu fazer ao pacote de austeridade do governador Marconi Perillo.

Para início de conversa, Altair Tavares lembra que, contra o ajuste fiscal de Marconi, o PMDB não explicou ainda por que, como, que objeções faz e que alternativas propõe.

Depois, ele lança o grande argumento: como é que o partido, em Goiás, pode se posicionar contra o que defende e apoia em nível nacional?

“O principal condutor desse tipo de política é do partido (Temer). Como os peemedebistas goianos vão questionar o presidente e sua condução política na área fiscal?”, pergunta Altair Tavares, acrescentando mais um argumento: “O novo ambiente da política e da gestão pública, no Brasil, baseia-se na contenção e redução de despesas, não só em Goiás, como em todo o resto do país”.