Em manobra bem sucedida, Iris divide servidores municipais e enfraquece luta por data-base

Houve um princípio de confusão na ante-sala do prefeito Iris Rezende (PMDB) na manhã desta quinta-feira. A comissão de servidores municipais encabeçada pelo ex-deputado Mauro Rubem, que havia sido convidada para discutir a data-base com Iris, foi informada, ao chegar ao Paço, que já havia outra comissão reunida com o prefeito no gabinete. Iris está manobrando para dividir a categoria.

O convite para Mauro Rubem e sua turma para discutir a data-base foi uma estratégia bem-sucedida de Iris para adiar a assembleia que votaria – e provavelmente aprovaria – o indicativo de greve. Ao sair do Paço, Mauro Rubem cuspiu marimbondos: “O prefeito manobrou com a velha política, com sindicalistas pelegos, para poder espernear em cima dos direitos do servidor fazendo conversas paralelas”.

Mesmo assim, o grupo ainda não teve coragem de levar adiante a votação do indicativo de greve. Marcou para o dia 22 ato na Câmara Municipal, às 8 horas, e informou que está prevista uma nova tentativa de reunião com o prefeito dia 23, no Paço, às 10 horas.