Caiado já custou R$ 189 mil ao Erário, sem falar servidores e o próprio salário

O goiano Ronaldo Caiado (DEM), que volta e meia sobe à tribuna do Senado para pregar responsabilidade nos gastos públicos, já custou ao Erário a incrível quantia de R$ 190 mil só em 2017, sem contar o próprio salário e o provimento pago aos seus 30 funcionários (dos quais 23 são comissionados).

Abaixo, a discriminação do custo Caiado:

Aluguel de imóveis para escritório político – R$ 63.325,22
Aquisição de material de consumo – R$ 35.396,83
Locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis – R$ 31.921,64
Divulgação da atividade parlamentar – R$ 519,74
Passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais – R$ 37.093,36
Diárias – R$ 4.018,56
Consumo de Material – R$ 4.160,12