Danielzinho é um dos 238 deputados que sepultaram reforma política na Câmara. Quer manter como está

O goiano Daniel Vilela (PMDB) foi um dos 238 deputados federais que votaram contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelecia mudanças importantes no sistema eleitoral brasileiro. Daniel entende que, do jeito como é hoje, está tudo muito bom e o sistema político brasileiro caminha muito bem.

A PEC rejeitada estabelecia, por exemplo, o voto majoritário (conhecido como distritão) para eleições parlamentares de 2018 e 2020, numa transição que levaria ao voto distrital misto a partir de 2022.

Para que fosse aprovado, o texto precisava do apoio de 3/5 do plenário, ou 308 votos. Há algumas semanas os deputados iniciaram a votação desta PEC, de forma fatiada, mas como o novo sistema eleitoral não avançou, a proposta deve agora ser arquivada devido a um acordo feito pelas lideranças.