Vereador do Dia do Saci, que deveria fiscalizar, diz que apoio a Iris é “total e irrestrito”

Um dia depois de ser esculhambado pelos colegas em função do seu projeto de lei que cria o Dia do Saci em Goiânia, a ser “celebrado em 30 de outubro”, o vereador Paulo Daher (DEM) apareceu no plenário da Câmara Municipal (não estava lá ontem) para assistir a prestação de contas do prefeito Iris Rezende (PMDB). Mas o vereador do Saci, que deveria fiscalizar e cobrar Iris, quase ajoelhou-se e afirmou que seu apoio ao prefeito é “total e irrestrito”.

Noutra declaração que causou estranhamento, Daher disse sentir “orgulho” de fazer parte da atual administração. Alguém tem de contar que ele não faz parte do governo municipal e que a Constituição é clara quando estabelece a divisão entre poderes.