Conforme adiantou o Goiás 24 Horas, Assembleia anuncia extinção de 14º e 15º salários

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Helder Valin (PSDB), informou na tarde desta quinta-feira (28) que irá seguir o Congresso Nacional em relação ao pagamento de ajuda de custo na abertura e no encerramento dos trabalhos. Na quarta-feira, 27, a Câmara dos Deputados aprovou o fim do pagamento anual, restando apenas um salário extra no início da legislatura e outro no final. A informação foi dada com exclusividade na noite de quarta-feira pelo site Goiás 24 Horas.

Valin lembrou que a Assembleia de Goiás já não vinha repassando o benefício aos parlamentares. “Para nós, nada mudou. Senadores e deputados federais receberam o benefício no início de fevereiro. Já os deputados goianos não contam com o auxílio há quase dois anos”, explicou.

Valin disse ainda que o julgamento de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, em tramitação no Supremo Tribunal Federal, poderá até mesmo abolir a ajuda de custo no início e no encerramento da legislatura. “Defendo a legalidade. Vamos seguir 100% o que determina a lei.”