“Os autoritários se isolam”, disse em 2014 o hoje isolado Vilmar

Decidido a disputar a eleição para senador a qualquer custo, o ex-deputado Vilmar Rocha tenta, sozinho, levar o PSD para oposição. Hoje isolado, Vilmar criticou em 2014 líderes partidários que impõem seus interesses pessoais a projetos coletivos.

Naquela ocasião, ele disse que o então candidato a governador Marconi Perillo (PSDB) tinha a base aliada unida porque o governador respeita e valoriza a opinião de todos.

“A política moderna se faz com união de forças, agregando e não de forma pessoal. Democracia é saber respeitar a opinião do outro. Democrático é quem não impõe suas ideias, seus projetos pessoais. Ao fazer isso, os autoritários se isolam”, afirmou.

As declarações foram publicadas no Diário da Manhã. Vilmar disse também: “oportunista é aquele que sacrifica um projeto em prol de interesses pessoais. Não basta falar que é coerente, tem de mostrar. Tem de ser coerente. Sacrificar interesses político-pessoais a favor dessa coerência.”