Exclusivo: Caiado articula com equipe de Bolsonaro para não pagar aumento ao Judiciário de Goiás

O senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) entrou no circuito nesta quinta-feira para barrar o aumento para juízes e desembargadores de Goiás. As magistraturas dos Estados e do Distrito Federal poderão ter seus vencimentos reajustados como decorrência da aprovação do aumento concedido para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), aprovado ontem pelo Senado.

O boicote do governador foi revelado pela Folha de S.Paulo, que noticiou na tarde desta quinta-feira que Caiado esteve com o futuro ministro da Economia de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, para atuar contra a sanção do aumento.

O senador alega que a conta ficará para ele pagar e que o impacto será de R$ 100 milhões. Além de mentir sobre a real situação das contas públicas, o governador eleito insiste em não assumir as responsabilidades para as quais foi eleito para resolver.