Derrota no STN: só Caiado, supersecretária carioca e Ana Carla queriam o RRF. Erraram feio na aposta

O relatório da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que afirma, de forma categórica, que Goiás não se enquadra nos critérios de adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do governo federal, como quer o governador Ronaldo Caiado (DEM), é uma verdadeira bomba para uma gestão já envolvida em uma profunda crise e em péssimas notícias com apenas 15 dias de vida.

Ver mais

Desmascarada a maior fake news de Caiado: Goiás tem as contas organizadas, não se enquadra no RRF e mantém nota “C” no Tesouro Nacional

O relatório da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) divulgado na noite desta terça-feira desmascarou sem dó nem piedade a fake news do governador Ronaldo Caiado (DEM) de terra arrasada nas contas públicas do Estado, atribuída aos ex-governadores José Eliton e Marconi Perillo, do PSDB.

Ver mais

TV Anhanguera tira Goiás do noticiário negativo e apresenta Caiado como grande novidade, falando dos problemas do Estado como se não fossem de responsabilidade dele

A TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo de Televisão em Goiás, decidiu tirar o Estado do noticiário negativo que assola a administração de Ronaldo Caiado (DEM) e toma conta da cobertura da imprensa local. A direção e os editores da emissora goiana, que está na lanterna da audiência das 27 capitais, mandam para a emissora mãe apenas o falatório de Caiado, que fala sobre os problemas do Estado como se não fossem seus e ele não estivesse no comando há 15 dias.

Ver mais

STN desmente fake news de Caiado sobre nota D das contas do Estado, revela reportagem do Valor Econômico

Reportagem do Valor Econômico desta sexta-feira (11) traz um baita desmentido à repetida fake news do governador Ronaldo Caiado (DEM) sobre o rebaixamento da nota de Goiás no ranking fiscal da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Na reportagem, o Valor também publica informações dos ex-governadores José Eliton e Marconi Perillo, do PSDB, que desmontam a versão de terra arrasada repetida diariamente por Caiado.

Ver mais

Vaidade excessiva: Caiado troca trabalho para resolver pagamento de dezembro por tour de entrevistas na mídia nacional

Os esforços para evitar o calote no pagamento da folha de dezembro dos servidores públicos estaduais, ao que parece, não estão na lista de ações prioritárias de Ronaldo Caiado. O governador gastou quase toda a manhã num tour de entrevistas a veículos da mídia nacional, ao menos a GloboNews e o jornal Valor Econômico.

Ver mais

Exclusivo: STN deve vetar ingresso de Goiás no RRF. Caiado e supersecretária sabem, mas usam episódio para ganhar tempo

O governador Ronaldo Caiado (DEM) pode até prosseguir com sua numerologia duvidosa sobre a situação das contas do Estado, mas o fato é que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) deve vetar o ingresso do governo estadual no chamado Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Por uma razão muito simples, além de a situação fiscal de Goiás ser considerada boa: Caiado tem de empenhar e pagar a folha de dezembro se quiser se habilitar a tentar a intervenção federal.

Ver mais

Caiado na GloboNews: governador perde oportunidade de falar do futuro e insiste no discurso do passado

Na GloboNews, Ronaldo Caiado perdeu ótima oportunidade de apresentar a Goiás e ao Brasil o que pretende, efetivamente, fazer à frente do governo.  Ele bateu na mesma tecla, durante 25 minutos, do discurso da terra arrasada. Não expôs soluções e não disse, infelizmente para 170 mil servidores, estar empenhado no pagamento do servidor.

Ver mais

Caiado insiste no RFF, mas especialistas e instituições financeiras dizem que indicadores fiscais são positivos

O governador Ronaldo Caiado (DEM) dedicou os primeiros dias úteis de sua gestão à repetição maçante de que sem a decretação do chamado Regime de Recuperação Fiscal (RRF) não terá como colocar as contas do Estado em dia. Apesar da insistência, o demista tem contra si todo o universo de peritos e instituições especializadas no assunto, que afirmam que a situação fiscal de Goiás é boa e não exige a intervenção.

Ver mais

Sem competência para gerir o Estado, Caiado tenta terceirizar a solução com adesão ao RRF

Os primeiros passos mostram Caiado sem competência para gerir o Estado. Passa nitidamente a impressão que quer, então, terceirizar a solução. Transferir para que o ministro Paulo Guedes dê um jeito na questão fiscal do Estado. Ou é preguiça de trabalhar, ou, ele acha que em Goiás não tem ninguém competente que entenda da questão fiscal do Estado.

Ver mais

Em quatro governos, Marconi nunca atrasou os salários do funcionalismo público

Há nove meses fora do governo, Marconi Perillo contínua vítima de perseguições e ataques vazios. A última que circula pelas redes sociais é uma foto do ex-governador numa praia, cuja legenda tenta associar as férias do tucano com o atraso do pagamento de dezembro dos servidores públicos estaduais. Nada mais desonesto.

Ver mais

Caiado implora por intervenção federal. Se não tem competência para governar, tem de devolver cargo para quem dá conta

Já está constrangedora a insistência do governador Ronaldo Caiado (DEM) em decretar o Regime de Recuperação Fiscal (RRF), na prática uma intervenção federal branca. Caiado e sua secretária de Economia, Cristiane Schmidt, estão implorando pela ajuda federal do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do ministro Paulo Guedes (Economia) e dia após dia demonstram que estão perdidos diante do desafio de governar delegado pelos goianos.

Ver mais

Caiado busca forasteiros, mas Bolsonaro vem atrás de talentos de Goiás: goiano de 36 anos vai coordenar o Enem

O economista goiano Murilo Resende Ferreira, de 36 anos, vai comandar a diretoria do Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ao anunciar a escolha de Murilo para a missão, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) destacou, em seu Twitter, a qualidade da formação do profissional, que é doutor em Economia.

Ver mais

Marconi, Flávio Dino (MA), Confúcio Moura (RO) e Camilo Santana (CE) lideram ranking de cumprimento de promessas do G1

Marconi Perillo está entre os quatro governadores com os maiores porcentuais de execução das promessas feitas nas campanhas eleitorais para as administrações estaduais de 2014, mostra levantamento feito pelo G1 nacional em todo o País. Os resultados trazem Flávio Dino, do Maranhão, em primeiro lugar, com 95%; Confúcio Moura, de Rondônia, em segundo, com 88%; Marconi e Camilo Santana, do Ceará, em terceiro, com 84% das promessas integral ou parcialmente cumpridas.

Ver mais

Exclusivo: Goiás deve alcançar nota B no rating do Tesouro Nacional

O Estado de Goiás deve elevar de D para B sua nota no rating da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que mede a situação e a qualidade das contas públicas dos 26 Estados e do Distrito Federal. A classificação, além de apontar as condições das finanças das unidades da federação, é usada como referência para a concessão de empréstimos para investimentos, por exemplo.

Ver mais

Jornal Opção: Daniel deve se tornar executivo de uma multinacional chinesa

O Jornal Opção afirma, na sua seção Bastidores, que o ainda deputado federal Daniel Vilela deverá migrar para a iniciativa privada. O filho de Maguito está cotado para se tornar executivo de uma multinacional chinesa. Daniel disputou o governo de Goiás e ficou na frente de Zé Eliton. Uma outra missão para ele em 2019 é se manter na presidência do enfraquecido MDB goiano.

Ver mais

Mais arrocho nos empresários: se Goiás entrar no Regime de Recuperação Fiscal, incentivos terão cortes de 10% ao ano

Ronaldo Caiado e assessores dizem que após a posse vão tomar providências para incluir o Estado de Goiás no Regime de Recuperação Fiscal, procedimento previsto na LC 159. Pois bem, entre os compromissos que o estado que adere a esse regime deve fazer, é editar lei local em que se comprometa a reduzir em 10% ao ano o volume da renúncia com benefícios fiscais.

Ver mais

Tchau, querido: ao assumir secretaria de 2ª classe em SP, Baldy deixa de ser player da política goiana e nacional

No dia 1º de janeiro, Alexandre Baldy deixará de ser garoto prodígio da política goiana para ser coadjuvante sem destaque algum numa secretaria de 2ª classe no governo de São Paulo. Ele não contará mais com a carteira polpuda do Ministério das Cidades para distribuir verbas gordas aos municípios goianos.

Ver mais