Maguito divulga nota de esclarecimento sobre matéria veiculada na revista IstoÉ e reclama da publicação de foto

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Aparecida de Goiânia esclarece que o prefeito Maguito Vilela não é investigado, segundo relatório sobre a Operação Miqueias. Texto reclama que a autora da matéria não ouviu todas as partes envolvidas e “prejudicou a imagem de um homem público.”

Não é só Samuel Belchior. PMDB tem um elenco de indiciados em crimes de corrupção, inclusive Iris Rezende

Quem dera se fosse apenas Samuel que estivesse enrolado. Partido comandando pelo velho cacique Iris está repleto de agentes políticos com pendências na Justiça. Tem os ex-prefeitos Adib Elias e Ricardo Fortunato, o ex-deputado Wagner Siqueira, o prefeito de Aparecida, Maguito Vilela e, claro, o chefão Iris Rezende.

O mundo caindo com a Operação Miqueias e o MP Estadual faz o quê? Cria cargos comissionados

Ainda bem que Polícia Federal trabalha seriamente e não dá chances para as tramas de corrupção. Enquanto o pau quebra, a imprensa fica de cima e os agentes federais investigam, o Ministério Público do Estado concentra-se na criação de uma centena de cargos comissionados. Para piorar, essa vagas serão preenchidas por indicação, sem concurso público.

Era só o que faltava: Paulo Garcia tenta passar “conta” da crise do transporte a Marconi

Ao jornal O Hoje, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), diz que o Estado precisa desonerar a cadeia do transporte coletivo e construir unidades de saúde de alta resolutividade em todas as regiões de Goiás. O petista não faz a promessa de ficar quatro anos na Prefeitura, sinal evidente de que está preparado para disputar as eleições de 2014.

Veja mostra como Samuel orientava Luciane a seduzir prefeitos para cair no conto dos fundos de investimentos

Matéria mostra como as mulheres seduziam prefeitos para que caíssem no conto dos fundos de investimento. Nas primeiras aproximações, a intermediação era feita por lobistas que agendavam os encontros. Um deles seria o deputado estadual Samuel Belchior (PMDB-GO), flagrado nas gravações ensinando a Luciane Hoepers como se portar diante dos alvos.

Após conversa com 2 parentes de Maguito, Luciane arrebatou 9 milhões, com prejuízo de 1,4 mi para Aparecida, revela IstoÉ

Pastinha Luciane Hoepers alcançou resultados com tanta rapidez que a equipe feminina da quadrilha que desviava recursos dos institutos de previdência complementar de servidores municipais foi ampliada. Após conversar com dois parentes do prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, ela arrebatou R$ 9 milhões do município.

IstoÉ mostra as aventuras de Luciane Hoepers em Goiás com ajuda de Samuel Belchior

Matéria mostra que, em menos de dois anos, uma quadrilha em atividade em sete Estados brasileiros desviou R$ 300 milhões de institutos de previdência complementar de servidores municipais. No relatório, a PF descreve as aventuras das operadores Isabela Helena, Fernanda Cardoso, Cynthia Cabral, Alline Olivier e Luciane Hoepers, que em Goiás contava com o deputado Samuel Belchior.

Paulo de Jesus quer amaciar estratégia de dar o troco no PMDB com Operação Miqueias

Nota mostra que o presidente do PSDB de Goiás, Paulo de Jesus, diz não ser a favor da estratégia de utilizar a Operação Miqueias para dar ‘o troco’ em relação ao caso Cachoeira. “Nós não somos iguais a eles. Agora, também não se pode resumir essa discussão ao poder de sedução de uma mulher. Existem indícios sérios de corrupção”, afirma.

Lauro da Veiga mostra que classe média se consolida em Goiás. Mérito dos governos Marconi

Jornalista Lauro Veiga Jardim afirma que as séries de indicadores da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio indicam que Goiás vai se tornando um “Estado classe média”. Resultado é impulsionado pelas políticas de revisão do valor real do salário mínimo e pela distribuição direta de renda por meio de programas sociais dos governos federal e estadual.